Número de brasileiros acima do peso aumenta

brph_bem-estar-obesidade-interna_pt-en

Resultado decorre da combinação de maus hábitos alimentares e sedentarismo

A cada 100 brasileiros, praticamente a metade está acima do peso. Dados do Ministério da Saúde indicam que, em 2011, 48,5% da população sofria com excesso de peso.

Essa proporção, que é expressiva, tem aumentado a cada ano. Em 2006, eram 42,7%. O número de obesos também acompanhou essa evolução. No mesmo período, subiu de 11,4% para 15,8%.

Uma pessoa é considerada acima do peso quando há um descompasso entre sua altura e o peso. A principal referência para essa relação é o Índice de Massa Corpórea (IMC), reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Por meio dele, considera-se que a pessoa está acima do peso ideal se a razão entre o peso e o quadrado da altura estiver entre 18,5 e 25.

O excesso de peso atinge igualmente homens e mulheres. Além de colocar a saúde em risco, a obesidade está muitas vezes relacionada a altos níveis de gordura e açúcar no sangue. Pessoas obesas têm mais chance de sofrer com doenças cardiovasculares, principalmente infartos. Problemas ortopédicos, asma, apneia do sono, alguns tipos de câncer e distúrbios psicológicos também podem ser provocados pelo excesso de peso.

Maus hábitos alimentares, como a ingestão em excesso de fast foods e açúcares, é uma das causas. A outra, normalmente associada à má alimentação, é o sedentarismo. Assim, só há uma maneira de combater o excesso de peso: aderir à reeducação alimentar e a atividades físicas. As dietas devem ser feitas, de preferência, com acompanhamento profissional. Já a prática de atividades físicas deve estar condicionada a acompanhamento profissional e avaliação médica.

X